OLÁ CAMBADA AQUI É O EDINHO KKKK ->> REGRAS: RESPEITE A TODOS, É PROIBIDO PALAVRÕES ",PROIBIDO CAPS LOOK,E ABAIXO DO XAT ENSINA COMO MUDAR O NOME,SEM VENDAS DE CS NO ABERTO e SEM EMAILS OU PASSAR SKIPE NO XAT ABERTO..

TV LED, PLASMA OU LCD? QUAL ESCOLHER?

É O sonho de consumo do momento: Uma TV gigante, preta e esbelta que todos querem pendurar na parede da sala.

Se você ainda não comprou uma nova TV digital, acabará comprando em breve. Na verdade você será obrigado a comprar uma nova televisão, já que o sinal analógico deixará de ser transmitido aqui no Brasil em 2016. Em 2010 os Estados Unidos fizeram esse corte, deixando sem sinal mais de 30 milhões de TVs analógicas.

Antigamente era muito fácil comprar um novo "televisor": bastava chegar em uma loja e informar ao vendedor o tamanho da tela que você procurava. Outras decisões giravam apenas em torno de preço e marca. Hoje a escolha de uma nova TV envolve a avaliação de muitos fatores (19 para ser exato).

Como estive envolvido recentemente na escolha de uma nova TV, compartilho com você uma série de pontos que devem ser observados antes da compra.

Qual escolher? LED, Plasma ou LCD? 

 

Você sabe as diferenças entre as tecnologias? Qual a mais adequada para você?
Não se preocupe, NEWAZBOX.COM vai te ajudar com este guia definitivo:
Em ordem de importância, seguindo critérios próprios, aqui segue (descubra como avaliar cada um dos ítens abaixo, no descritivo de cada um dos ítens. Basta continuar lendo…):
  1. As diferenças entre Led, Plasma e Lcd
  2. Tamanho da Tela: Vale a pena comprar uma TV mega gigante?
  3. SmartTV: Vale a pena comprar uma?
  4. Resolução
  5. HDTV
  6. Entradas e Saídas de Vídeo (Quais e quantas são. Importantíssimo!)
  7. Tempo de Resposta
  8. Cores (pode ir de alguns milhões até 136 bilhões)
  9. Brilho
  10. Contraste
  11. Ângulo de Visão (varia de 155 a 180)
  12. Velocidade de Quadros na Tela (varia de 45 Mhz a 240 Mhz)
  13. Progressive Scan (Esse é fácil: ou tem, ou não tem)
  14. Sistema de Som
  15. Durabilidade
  16. Consumo de Energia
  17. Assistência Técnica
  18. Controle Remoto
  19. Recursos diversos
Agora como avaliar cada um dos itens? Siga nosso passo a passo e se surpreenda com o resultado. Você chegará na loja mostrando que entende muito mais do que o vendedor, e poderá ainda economizar uma grana (e ficar bonito na foto).

As diferenças entre Led, Plasma e Lcd1. As diferenças entre Led, Plasma e Lcd :
LCD
É mais brilhante, sendo ideal para ambientes mais claros. Reflexos vindos de uma janela, porta ou corredor não aparecem na tela e não atrapalham quando você está vendo seu programa favorito.

Plasma
O brilho é menor, porém o contraste é melhor que o LCD. Alguns modelos podem apresentar manchas no plasma com o passar dos anos, sobretudo quando causado por imagens estáticas, como de jogos de videogame ou logos de televisão. O ângulo de visão é melhor, mas pode refletir sombras vindas de corredores e janelas.

Led
É uma tecnologia que mistura o melhor do LCD e do Plasma, criando televisores super finos. A tecnologia é responsável por contraste de cor bem maior que o Plasma e brilho maior que o LCD. A desvantagem atual está no preço desses aparelhos, que chegam a custar o dobro que as outras tecnologias.


SmartTV. Vale a pena comprar uma?2. SmartTV. Vale a pena comprar uma?
SmartTV é também conhecida como TV conectada ou” TV Hibrida“, é um tipo de apelido usado para descrever a integração da Internet. Todas as SmartTVs possuem uma página inicial que permite o acesso a diferentes funções, e também o link para sua loja exclusiva de aplicativos. Até o momento, todos os aplicativos disponíveis para Smart TVs são grátis, mas os fabricantes estão esperando o uso deste recurso se popularizar como aconteceu com o XBOX, que era grátis o acesso ao XBOX LIVE e agora é pago. Mas Luiz, me diga: Vale a pena ou não?
SmartTV. Vale a pena comprar uma?Eu penso que não. A diferença de preço é alta, cerca de R$ 500 (ou mais) entre uma SmartTV e uma 'normal'. Acho que vale mais a pena voce comprar uma 'normal' e comprar um Android TV Box, que custa em torno de US$ 50 e lha dará acesso realmente gratuito a muito mais conteúdo que uma "TV esperta"


3. Tamanho da Tela: Vale a pena comprar uma TV mega gigante?
Vale a pena comprar uma TV mega gigante?O mais importante aqui é verificar o tamanho do seu quarto ou sala. Acredite: não adianta você comprar uma tela de 60 polegadas se o seu quarto tem 12 metros quadrados. Você não vai ter um cinema, vai ter é uma dor de cabeça. O aparelho deve ficar longe o suficiente para a luminosidade não incomodar e também perto o suficiente para você conseguir ler as legendas.

Siga a regra:

Tamanho da TelaDistância MínimaDistância RecomendadaDistância Máxima
32130 cm195 cm260 cm
40145 cm220 cm290 cm
42160 cm240 cm320 cm
46180 cm270 cm360 cm
50195 cm290 cm380 cm
55210 cm300 cm390 cm
60230 cm342 cm455 cm
65250 cm365 cm480 cm
Conclusão:
Siga a tabela e compre o tamanho adequado ao seu caso.

3. Resolução:
ResoluçãoExistem diversas resoluções de TV. É importante, pois as transmissões analógicas, eram feitas em baixa resolução. As digitais (novas) são feitas em alta. Ou seja, para aproveitar o que já está disponível atualmente e o que vem por aí, a recomendação é você procurar pelas TVs FULL HD (ou seja, alta definição total). Confira as resoluções disponíveis atualmente
0480 x 0360 – baixa resolução (evite)
0852 x 0480 – média resolução (evite)
1024 x 0768 – Alta resolução, ou HD. É o básico da Alta definição
1366 x 0768 – Alta resolução, ou HD. É o básico da Alta definição
1920 x 1080 – Altíssima definição, conhecida como Full HD ou 1080p. É o que as transmissões de TV digital atingem.
Existem valores superiores a Full HD, mas não existe mídia para rodar tamanha definição.
Conclusão:
Compre uma Full HD (1920 x 1080, conhecido também como 1080p). Se o dinheiro for realmente curto, e a diferença de preço grande, ok compre uma de 1366 x 768 ou 1024 x 768, mas saiba que você não obterá o máximo da qualidade gráfica dos blurays e games de última geração.

HDTV4. HDTV:
Procure as que são compatíveis, ou as que possuem o decodificador interno. Se for apenas compatível, saiba que você terá que comprar um conversor externo, que custa entre R$ 100,00 e R$ 500,00. NÃO compre uma não compatível com HDTV.
Conclusão:
Com decodificador ou compatível com HDTV.

5. Entradas e Saídas de Vídeo:
Entradas e Saídas de VídeoAqui vale a regra, quanto mais melhor, afinal, você nunca sabe o que vai conectar na sua TV. As TVs apresentam hoje uma variedade de saídas como as que exemplifico abaixo, classificadas de 1 a 5 estrelhas (1 estrela é ruim, 5 é bom), por exemplo:
HDMI – 5 Estrelas
DVI com HDCP – 5 Estrelas
RF – 1 Estrela
Video Composto – 2 Estrelas
S-Video – 3 Estrelas
Video Componente – 4 Estrelas
RGB – 4 Estrelas
Fire Wire – 5 Estrelas
Ótica – 4 Estrelas
Conclusão:
O ideal não é que tenham somente saídas 5 Estrelas, ou seja, as melhores. É bom ter uma mescla entre os tipos de saída, para caso você conecte algum aparelho mais antigo, como um DVD player com entrada S-Video somente. Por isso nossa sugestão:
No mínimo 2 HDMI, 1 DVI 1 Video Componente e 1 S-Video. (Aí já são 4 saídas).
O Ideal são 3 ou 4 HDMI, 1 DVI, 2 Vídeo Componente e 2 S-Video. (8 ou 9 Saídas)

6. Tempo de Resposta:
Quanto maior o valor, pior. Significa o tempo que a TV leva para responder a nova imagem. Ou seja, num filme de ação, onde as cenas se movimentam muito, é bem perceptível, com aquele efeito sombra. O que é aceitável? Valores iguais a 5ms ou menos. O ideal é algo abaixo de 2ms.
Conclusão:
Se o tempo de resposta for acima de 5ms, procure outro modelo. Você terá problemas ao assistir filmes ou jogar games de ação. A maior parte das TVs hoje oferece tempo de resposta menor que 2ms. Algumas, não raras, já possuem, 0,001 ms.

7. Cores:
Não se trata de uma diferença na sua percepção, optar por uma com alguns milhões e outra com 136 bilhões de cores. Sim, uma tem mais cores que a outra. Mas quantas cores você consegue identificar? Ou seja, neste caso, todas são aceitáveis. Quanto mais melhor, mas não faça tanto drama com isso.
Conclusão:
Não tendo abaixo de 5 milhões de cores, está ótimo.

8. Brilho:
Aí temos um problema. Cada empresa usa um parâmetro para se guiar no brilho. Aí surgiu uma certificação mundial, mas ela é diferente entre Plasmas, LCDs e LED. Então, dependendo do modelo da tecnologia, escolha:
Plasma – Brilhos superiores a 1.000
LCD – Brilhos superiores a 500
LED – Brilhos superiores a 800
Conclusão:
Quanto maior o número, em qualquer um dos casos, melhor. Atualmente, o brilho gira em torno de 1.500 em TVs de qualidade.

9. Contraste:
Ocorre o mesmo que o brilho. É a diferença entre o preto preto e o branco branco. Ou seja, quando maior, mais preto será o preto e mais branco o branco. Isso é bom para filmes com cenas muito escuras.
Plasma – Contrastes superiores a 10.000
LCD – Contrastes superiores a 1.200 mas não existem parâmetros referenciais
LED – Contrastes superiores a 1.500 mas não existem parâmetros referenciais
Conclusão:
Atualmente, existem contrastes de 30.000:1 inclusive em LCDs. O melhor nestes casos é testar na loja o que você acha mais adequado a você. Filmes com cenas escuras ilustrarão bem esta qualidade. Peça ao vendedor (e não se acanhe, afinal você tá pagaaaaando), para ligar e desligar a luz ambiente. Na loja, tudo funciona perfeitamente bem. Ligando e desligando a luz, você terá uma realidade mais próxima da sua casa. Resumindo, procure uma de 30.000: 1, que você não erra. Não existindo, teste.

10. Ângulo de Visão:
Neste caso, sentado nos cantos do sofá, você consegue ou não assistir a TV? Fácil, basta olhar o ângulo de visão. Quanto mais próximo de 180 graus, melhor. Valores aceitáveis são acima de 165 graus.
Conclusão:
Valores ideais giram em torno de 175 graus ou mais.

11. Velocidade de Quadros na tela:
Neste caso, as antigas possuem 60 Mhz, as novas em torno de 100 Mhz e as novíssimas (acredito que chegam no Brasil nos próximos meses) 240Mhz. A diferença enter 120 Mhz e 240Mhz é perceptível? Para o usuário comum, não! Sim, é o dobro da outra, mas acredite, uma taxa de 120 Mhz já é muito para o olho humano captar. Para quem não sabe, isso significa que a imagem é atualizada 120 vezes por SEGUNDO! Ou seja, uma filmadora geralmente filma em 30 frames por segundo, ou seja, 30Mhz. Imaginem o que é 120Mhz e 240Mhz
Conclusão:
Quanto mais melhor mas acima de 100 Mhz já está ótimo. Não recomendo abaixo de 90 Mhz.

12. Progressive Scan:
Sim. Quando se tem este recurso, a TV completa falhas na imagem automaticamente. Resumindo é isso, não precisamos entrar nos detalhes de quando isso ocorre.
Conclusão:
Então saiba, que caso a TV tenha, Excelente. Recomendamos que sim!

13. Sistema de Som:

As empresas alegam tecnologias de som super isso, ou super aquilo. Não se engane. O som de TODAS é sofrível. Um Home Theatre é indispensável.

Conclusão:
Óbvia: compre um Home Theatre.

14. Durabilidade:

Uma coisa é certa: Quanto mais sofisticada a tecnologia mais frágeis serão os aparelhos. Então esqueça as TVs, como as antigas de CRT (de tubo), que duram 10, 15 até 20 anos. Uma TV 'moderna' não dura 5 anos. Triste, né?

Conclusão:
Ao comprar uma, começe a fazer uma poupança mensal para comprar a próxima.

15. Consumo de energia:

O consumo de energia varia muito entre as marcas. Em uma TV 40 polegadas, consome entre 100 e 250 watts/hora. Pode parecer bobagem, mas se você tem mulher, filhos, sogra, cachorro, papagaio, etc, e a TV fica ligada 24 horas por dia, um aparelho gastão pode fazer um estrago no seu orçamento.

Vamos supor uma familia média brasileira: homem, mulher e 2 filhos: A mulher assiste cerca de 3 horas pela manhã, Ana Maria Braga e outros programas inúteis matutinos de mulher, os filhos jogam videogame e assistem TV por 4 horas à tarde, e o marido, à noite, assiste ao Jornal Nacional e algum filme, por 3 horas. Totalizando em média 10 horas de TV ligada por dia. Agora veja a tabela abaixo:

DIA MÊS ANO 5 ANOS
LED 0,48 14,40 172,80 864,00
PLASMA 0,96 28,80 345,60 1.728,00
LCD 1,20 35,99 431,88 2.159,40
Conclusão:
Na ponta do lápis, comprar uma TV LED sai mais barato a longo prazo. Pois as LED´s, gastam no máximo 100 watts/hora, contra 200w das de plasma e 250w das de LCD. Consute sua conta de luz, veja o preço do KiloWatt/hora. Faça as contas projetando um gasto de 5 anos (é quanto dura uma TV dessas) e veja a diferença.

16. Garantia Extendida (paga) / Assistência Técnica:
Não é tão importante assim, uma vez que televisores não possuem partes mecânicas, como os blurays e dvds. Por isso raramente as boas marcas dão defeito no prazo de garantia. Alguns fabricantes dão até 5 anos de garantia. Mas não seja bobo. O preço está embutido. Não existe almoço grátis. Faça as contas. Garantia estendida oferecida pela loja? Recuse. Mas faça o seguro para o BluRay, este sim é fácil dar defeito.
Conclusão:
TVs novas muito raramente dão problema. Por que gastar dinheiro em uma possibilidade que dificilmente irá acontecer?.

17. Controle Remoto:

Todas tem, é certo. Mas alguns aparelhos são exclusivamente comandadas pelo controle remoto. Não tem botões de controle no gabinete. Se por acaso as pilhas acabarem ou o controle remoto cair no chão e quebrar (o que é comum se você tem crianças), você pode ficar até tantos dias sem ver televisão.

Conclusão:
Preste atenção se o aparelo tem botões no gabinete com pelo menos as funçoes básicas. Liga/desliga, volume e canal.

18. Recursos diversos:

Aqui considero alguns recursos como sendo bem importantes e outros nem tanto. Vou listá-los de forma aleatória. Você decide o que é ou o que não é importante.

3D: As TVs 3D são mais caras. Isso você já percebeu, né? Mas o pior é o que os fabricantes não dizem: Muitas pessoas ficam com dor de cabeça ou náuseas após usar os óculos 3D. Meu conselho é que você teste antes. Além do mais, eu acho que usar aqueles óculos o tempo todo é um pé no saco.
PIP: Picture in Picture (é aquele quadradinho que você põem na tela para assistir dois canais ao mesmo tempo). Super legal, mas quantas pessoas que você conhece (incluindo você) realmente usaram isso no último ano? E tem mais, se vc usa TV a cabo, o seu conversor tem que ter PIP, senão, não adianta. Você continua podendo assistir Cabo + DVD por exemplo, mas dois canais, nananinaninao.
Entrada para USB, Micro Cards, Memory Stick, etc…: Eu considero extremamente legal, uma TV ter tais entradas. Isso porque facilita a vida e nem todos os computadores tem conexão HDMI. Por exemplo, você quer ver fotos? Coloca o chip na TV e pronto. Fácil.
Controle Universal: Controle universal são aqueles controles que controlam tudo ao mesmo tempo. TV, DVD, Blu-Ray, Home Theater. É muito bom se você vai comprar todos os equipamentos de uma mesma marca. Do contrário, esqueça.
Hd Interno: Algumas TVs possuem essa função. É excelente, pois você pode gravar a programação diretamente na TV, sem a necessidade de periféricos.
Ambilight: É um recurso exclusivo da Philips. Eu acho uma sacada fantástica. Ele ilumina a parede de trás da TV com LEDs na cor da imagem que está passando na tela. Para que serve? Cientificamente comprovado que ajuda no descanso da vista, e eu particularmente acho que amplia a percepção da imagem.
Estabilizador de volume: Na minha opinião é um recurso indispensável, pois é um saco ter que abaixar ou aumentar o volume toda vez que você muda de canal. Voce já reparou que o volume do canal FOX aumenta insuportávelmente durante os comerciais?

Se você se decidiu por comprar uma TV FULL HD, compre também um Home Theatre com BluRay. Só com um BluRay você vai conseguir tirar o máximo de sua super TV nova.
E faça uma assinatura de tv a cabo ou satélite. Comprar uma TV gigante pra assistir Faustão, Silvio Santos e Gugu ninguém merece, né?
Pessoal, é isso! Espero que este guia sirva de resposta a todas as suas inquietudes e qualquer dúvida, sugestão, crítica, elogio, exaltação, etc.. por favor, escrevam.

0 comentários: